Venda da Kombi Chica 😰

20190131_190630
Despedida nossa da Chica e novos donos. Cidade Penápolis, onde tudo começou.

 

Oi gente, dia de contar pra vocês sobre a venda da Chica, nossa Kombi querida, companheira de aventuras.

Antes de mais nada , quero dizer que vamos ser bem sinceros com vocês sobre essa importante decisão.

A Chica era nossa Kombi 98 que compramos de uma padaria de nossa cidade e transformamos em nossa casinha móvel.

Viajamos com a Chica pelo Brasil e Uruguai por quatro anos e sem dúvidas foi a melhor experiência de nossas vidas.

Dor de Cabeça

Como dissemos, precisamos ser honestos quanto ao motivo de venda da Chica.

Quando tivemos a idéia de adquirir uma Kombi para viajar, o objetivo era viver de uma forma mais livre sem intenção de hora e dia para voltar. Apenas ir e conhecer lugares. E também, economizar principalmente com estadia já que a Kombi seria nossa casinha.

No começo foi assim. Íamos parando nas cidades, trabalhando com artesanato  e sustentando todas viagens dessa forma.

Como toda casa a Chica necessitava de manutenção, até aí tudo bem, sabíamos de nossas obrigações com essa senhora e mesmo com esses inconvenientes ainda sim valia a pena nossa opção de vida.

O problema real começou quando resolvemos que era hora de mexer no motor dela, pois estava bem fraco, quase parando.

Demos o azar de “pegar ” um mecânico que tentou nos enganar com um péssimo serviço. Além disso ele conseguiu quebrar o câmbio da kombi e queimar toda parte elétrica dela.

Gastamos uma nota nessa brincadeira e o caso acabou em boletim de ocorrência (imagina o estresse). Daí em diante foi só dor de cabeça.

Descemos o litoral Sul do Brasil e logo chegando em Floripa mais imprevistos (hj penso que era tudo previsível).

Trabalhamos uns dois meses pra levantar grana. Nossa idéia era atravessar Uruguai, cruzar Argentina até o Chile e de lá íamos decidir nosso roteiro.

De Floripa até a fronteira com o Uruguai tivemos um milhão (sem brincadeira) de quebras e reparações na Chica. Tudo que se possa imaginar. Mas ainda sim seguimos em frente. O desejo de continuar  era maior que qualquer obstáculo. E assim chegamos na cidade do Chuí, última do Brasil antes  do Uruguai (pelo litoral).

Tudo que estou contando à vcs levou mais ou menos 1 ano de estresse . Foram muitas quebras, muitos rolos até o ponto de esgotamento.
Chegando no Uruguai (uhullllllll), finalmente o sonhos de sair do país e fazer mais história agora em solo estrangeiro.
Aí que está, quase não rolou, quer dizer, rolou mas não tudo.
Tocamos 80 km da fronteira do Brasil (Chuí) até Aguas Dulces (Litoral uruguaio) e (Booooommm), esse foi o som para a maior dor de cabeça de nossas vidas e tbm para Kombi parar de vez de andar.

Empurramos a Chica até o mecânico mais próximo e então veio a notícia, nosso câmbio já era. Sim, o mesmo câmbio que tivemos problema lá atrás com o mecânico que fez o motor da Chica.

À essa altura, eu (naty), já estava saturada de tudo e abri o maior berreiro. Chorei até secar.

E para piorar estávamos em véspera de feriado Uruguaio. Isso mesmo, um feriadão  de 10 dias que para o país. Da pra acreditar.

O próprio mecânico que nos atendeu na hora, estava saindo de viagem e só voltaria um dia desses.

A parte boa é que demos a sorte de parar numa cidadezinha muito charmosa e boa para nosso trabalho. O fato de ser feriado atraiu muitos turistas, então não havia o que fazer  respiramos fundo e moramos em Águas Dulces por 10 dias.

Pós feriado, agora sim, vamos resolver tudo. Só que não.

Pra começar nossa Kombi 98 era considerada nova no Uruguai, portanto não achamos nenhum mecânico que soubesse ou quisesse arrumá-la.

Tivemos que ser guinchados de volta ao Brasil, 80 km e uma facada, R$450,00 foi a valor gasto nessa brincadeira.

Já no Chuí, fronteira novamente, foram 3 dias para encontrar um mecânico que soubesse como resolver nosso problema.

Moramos no quintal da mecânica por mais 3 dias longos e estressantes. É lá veio a facada de novo, R$2000,00 sem choro, sem desconto.

A Grande Decisão

Assim que saímos do mecânico, Kombi arrumada, partimos novamente para o Uruguai. Porém, estávamos tristes, cansados, estressados e pobres. Uma boa parte da grana que tínhamos para toda viagem, havia ido embora e o medo de que algo acontecesse no caminho rumo ao Chile foi mais forte que desistimos da viagem.

Sim, mais uma vez foi a choradeira. Não queríamos voltar mas seria muita imprudência continuar.

Conhecemos todo litoral do Uruguai e subimos para o Brasil cortando pelo interior. Apesar de termos conhecido muitos lugares e ter dado tudo certo, o clima já não era mais dê satisfação. Então tomamos a grande decisão: tínhamos que vender a Chica.

Conseguimos voltar pra Sao Paulo interior sem que nada acontecesse. Foi uma viagem bem tensa, mas chegamos em Penápolis, a cidade de onde tudo começou.

Chegando lá e um amigo nosso (por acaso eletricista da Chica) estava querendo vender o carro dele e comprar uma Kombi. Foi o destino.

Ele sabia dos perrécos que tínhamos passado e por levar a vantagem de entender de mecânica e elétrica foi perfeito para troca.

Ficamos com o carro dele e ele com nossa amada Kombi. Ficamos bem felizes que o novo dono da Chica fosse um amigo e que iriaa cuidar dela tão bem como nos cuidamos.

É claro que muitos vão dizer que fomos doidos de vender a Chica, mas chegamos a conclusão que  econômicamente analisando  estávamos gastando muito .

Trabalhávamos apenas para pagar os concertos da Kombi e gasolina (ela bebia horrores). Não chegávamos mais nos lugares e conseguíamos curtir. O sonho tornou-se um pesadelo. A idéia era viajar e economizar, porém nao era o que estava acontecendo. Então fizemos o que achamos melhor. Vendemos a Chica.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Anúncios

Então vamos às novidades🤗

A última vez que escrevi havia acabado de conhecer a Chapada dos Veadeiros em Goiás.

Pois bem, depois daquela viagem continuamos com nossa Kombi Chica pelo Brasil e até o dia de hoje totalizamos 9 estados e um país (Uruguai).

Fizemos todo o rolê trabalhando com artesanato, e também uns extras como vender salada de frutas na praia.

Ahhh !!! Agora somos três, Eu , Renan e Maori, nossa amada filha de quatro patas. Maori está conosco há um ano e quatro meses e já viajou por uma vida toda.

Meu cabelo está mega comprido. E os dreads do Renan já estão no meio das costas.

Mas agora vou dar a notícia principal e mais importante de toda nossa jornada: não estamos mais com a Kombi Chica.

Isso mesmo galera o projeto Viajantes de Br ganhou outro rumo. Continuamos sim nossas viagens mas agora sem Kombi. Mas sobre isso vou contar pra vocês no próximo post.

By Naty Falkem/Renan Praes

Voltamos😅

20181211_114310Oi gente tudo bem com vocês?!!! Bem, vocês devem estar se perguntado por onde andamos né. Vou ser bem sincera, por aí, kkkkk, zoeira.

A verdade é que desde o último post não tive muita vontade de escrever. Foram muitas mudanças daquela época pra cá. Mas agora estou com vontade de compartilhar novamente nossas aventuras e contar todas novidades.

Não prometo escrever todos os dias, mas vou me esforçar pra manter o blog atualizado ok.

Vamos fazer como um bate papo. Eu escrevo, vocês comentam e eu respondo. E me ajudem a divulgar e compartilhar nossas histórias.

 

 

9 Dicas que você deve seguir para ter um maravilhoso dia no Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros

A primeira coisa que vem a cabeça quando chegamos ao Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros é a ansiedade de chegar logo nas maravilhosas cachoeiras e paisagens existentes dentro do parque. Porém é preciso  alguns cuidados  para que esse tão sonhado passeio não se torne  uma tortura no meio do caminho. Então nós dos Viajantes de BR preparamos algumas dicas para que você possa ter um passeio prazeroso e queira voltar muitas e muitas vezes.

1- Acorde Cedo

O parque abre por volta das 8 hrs da manhã e permite entrada de visitantes apenas até o meio dia devido à longa distância de ida e volta de cada trilha.
Vá logo pela manhã assim poderá desfrutar com calma e sem cansar tanto o passeio escolhido.

2- Tome um café da manhã reforçado

Como diz a frase “saco vazio não para em pé “. Tomé um super café da manhã, no parque não há restaurantes ou quiosques para comer e devido a longa caminhada você não se sentirá disposto se sair de barriga vazia.

3- Use um tênis bem confortável

As caminhadas dentro do parque são de mais ou menos ida e volta uns 10 a 12km dependendo o passeio. Então não vá de chinelo, sandália, bota, salto ou qualquer coisa parecida. O ideal é um tênis bem confortável e uma meia de algodão.

4- leve água

O clima no Parque é bastante quente e a caminhada nos faz desidratar muito rápido.  Recomendamos pelo menos uma garrafa de 1 litro e meio por pessoa. Os passeios duram em média o dia todo e não é recomendável tomar água das cachoeiras.
Ahhhhhhhhh não faça a besteira de tomar toda água na ida pois poderá ficar sem água na volta.

5- leve um lanchinho

Como dito acima dentro do parque não há restaurantes ou quiosques devido ser uma área de grande preservação.  Mas é permitido levar lanchinhos, bolachas, frutas, sucos e guloseimas para comer no caminho ou então em  quanto deslumbra as lindas cachoeiras e paisagens.
Mas não esqueça de levar a consciência e junto dela uma sacolinha de lixo para recolher e levar para fora do parque todo lixo que produzir.

6- Abuse de alguns acessórios necessários

O sol da Chapada é muito quente, portanto passe protetor solar e leve -o para repassar se necessário durante o passeio.
Use óculos de sol e chapéu se for preciso. Afinal você não vai querer voltar cheio de queimaduras e ainda pegar uma ensolacao.

7- Registre

Se tiver a oportunidade carregue consigo uma câmera fotográfica ou filmadora e registre tudo que puder. Afinal um lugar tão bonito merece ser lembrado e compartilhado pela vida toda com amigos e familiares.

8- Respeite

Dentro do Parque Nacional você verá inúmeras espécies de plantas e também alguns animais silvestres.  Respeite o espaço deles sem degradar a natureza. Não leve equipamentos de som que possa exceder com o barulho necessário. Não arranque plantas, não mexa com os animais. Obedeça as sinalizações do parque, não ultrapasse em lugares proibidos. Lá dentro a natureza estará pronta pra te receber desde que você saiba seus limites e respeite os limites dela.

9- Alongue- se

Quem não está acostumado a percorrer longas distâncias poderá sentir no corpo o impacto do passeio, então faça um alongamento antes e depois da caminhada assim seu corpo reagirá muito melhor para o próximo dia.

Você tem que conhecer a Vila São Jorge

Vila São Jorge, Alto Paraíso de Goiás, Chapada dos Veadeiros – GO.

Olá Viajantes, já passamos por muitos lugares nesse Brasil mas a Vila de São Jorge foi um dos lugares mais tranquilos e rústicos que fomos.

Localizada à 36 km da cidade de Alto Paraíso  – GO, principal cidade da Chapada dos Veadeiros, a Vila de São Jorge surpreende devido sua simplicidade. Um vilarejo de ruas de terra que habita cerca de 800 pessoas sendo parte delas os chamados Kalungas (descendentes de escravos fugidos e libertos das minas de ouro do Brasil) e parte sendo os antigos mineradores e atuais proprietários do pequenino comércio existente na cidade de pousadas, restaurantes, padaria, farmácia, armazém e lojinhas de diversos tipo d artesanatos.

Na Vila de São Jorge você também encontra a entrada do Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros e claro não tem como não se encantar com o parque (veja matéria seguinte).

São Jorge encanta quem a visita, pois está longe de ser as cidades caóticas e tensas da atualidade.

Pra galera que está viajando com a grana contada, várias pousadas e campings da Vila fazem troca de estadia por trabalho, então não percam a oportunidade. (leia a matéria Troque estadia por Trabalho – dos Viajantes de Br).

20160628_091152-2-copia

20160628_091200-2-copia

20160628_091445

20160628_092445-2-copia

4 Chapadas que você não pode deixar de conhecer no Brasil

Se você é do tipo aventureiro, que adora trilhas, cachoeiras de águas cristalinas, cânions, montanhas, esportes radicais ,muita natureza e tranquilidade, não pode deixar de visitar algumas das Chapadas mais bonitas do Brasil.

1 -Chapada Diamantina

 Localizada no estado da Bahia é a maior Chapada do Brasil com cerca de 70 mil kilômetros quadrados.  Com uma rica fauna e vegetação e lugares surpreendentes a Chapada Diamantina atrai turistas do mundo inteiro que estão em busca de aventuras.

chapada diamantina

2 -Chapada do Veadeiros

Localizada no Estado de Goias, na cidade de Alto Paraíso a Chapada do Veadeiros atrai por sua misticidade e belezas exuberantes.

Nós dos Viajantes de Br tivemos o previlégio de conhecer parte desse lugar tão fantástico e com certeza voltaremos mais vezes para continuar desbravando o cerrado goianio.

20160704_135535_Richtone(HDR) (2)

20160628_102654 (2)

20160630_112739 (2)

3 – Chapada dos Guimarães

Localizada no estado do Mato Grosso, a Chapada do Guimarães possui 33 mil hectares de imensa biodiversidade. Lá você poderá visitar lugares denro do Parque Nacional como por exemplo a Casa de Pedra, Chachoeira Véu de Noiva e Circuito das Cachoeiras.

b5460chapada-veudenoiva-033 chapada dos guimaraeschapada dos guimarães

4 – Chapada das Mesas

Localizada no estado do Maranhão, a região é rica em espécies de animais e plantas e eu turismo atrai pessoas que adoram uma boa aventura sendo ela realizadas por trilhas ou por esportes radicais.

800px-Cachoeira_Sao_Romao chapada das mesas maranhão

mapa-chapada-das-mesas

 

 

 

5 Dicas para você largar tudo e começar sua vida do zero

Se você ficou interessado no título desse texto, parabéns!!!! Você está prestes a começar uma vida nova !!!!

No primeiro dia de aula da primeira série nós aprendemos: “o ser humano nasce, cresce, se reproduz e morre”. Somos ensinados desde crianças a construir nossa vida com os padrões impostos pela sociedade. Devemos estudar, nos formar, arrumar um ótimo emprego, casar, ter casa, ter filhos ,criar nossos filhos, nos aposentar e passar o restante do tempo sentado numa cadeira de balanço bordando ou assistindo novela. Isso tudo para termos uma vida digna e feliz.

Porém o que mais ouvimos hoje das pessoas é de como suas vidas estão paradas e chatas, e que se elas pudessem voltar fariam tudo diferente. O que ninguém entende é que não é preciso voltar atrás para mudar tudo e sim ter coragem de olhar para frente apertar o game over e começar do zero .

Então nós dos Viajantes de Br resolvemos dar algumas dicas de como apertar o botão, afinal também passamos por essa fase e consideramos a mais importante do recomeço, pois é a partir dela que decidimos transformar nossas insatisfações em felicidade.

1 – Coragem

Você está insatisfeito com algum ponto de sua vida mas não tem coragem para mudar. Isso é super normal. Nós todos temos medo de algo. A projeção de que tudo vai dar errado é simplesmente aterrorizante. A melhor maneira de tratar esse medo é transformar seus pensamentos negativos em positivos. Reflita em sua vida e descubra o que está te deixando mais infeliz e precisa de cuidados imediatos e transforme todo medo e angustia em projeções positivas.

“Vou pedir demissão, ficar desempregado, sem dinheiro, minhas contas vão atrasar, minha vida vai virar um caos, etc…”

“Vou pedir demissão, usar o dinheiro do acerto para abrir meu próprio negócio, ficar mais com minha família, ter mais tempo para me conhecer, fazer novos cursos, etc…”

Coragem e vontade

2 -Planeje

Planejamento é fundamental para o sucesso. Determine seus objetivos, pense no seu futuro. Anote todas suas idéias antes de coloca-las em prática. Reveja suas finanças e organize-se. Um bom planejamento otimiza seus objetivos em 100%.

3 – Atitude

Não adianta nada você transformar seus medos em positividade, planejar seu recomeço e ficar parado esperando o milagre cair do céu. É preciso ter atitude, correr atrás, fazer. Não espere a segunda -feira para apertar o botão. Comece agora!!! Corra atrás de sua felicidade, seus sonhos, suas projeções.

atitude

4- Comprometimento

Comprometa-se com suas metas e encare os obstáculos como etapas para atingir o objetivo final.”

                                                                                                                                   Lair Ribeiro

5- Perseverança

Tenha perseverança. Acreditar e persistir fazem obstáculos serem superados. Não desista do seu sonhos na primeira dificuldade

perseveranca-1213

Viajantes de Br é um sonho que vem se realizando por um simples casal do interior de São Paulo, no qual, tentamos inspirar amigos, familiares e todos que acompanham nossas viagens sejam por meio da rede social ou na própria estrada. Esperamos que vocês gostem de nossas aventuras e tornem-se também Viajantes de Br. Boa Viagem !!!!!!